SAIBA UM POUCO O QUE É ESTACA DE CONCRETO

SAIBA UM POUCO O QUE É ESTACA DE CONCRETO

Saiba um pouco o que é Estaca de Concreto. Estacas são peças alongadas, cilíndricas ou prismáticas, cravadas ou confeccionadas no solo e pode ser de madeira, concreto ou aço, que se enfia no solo para demarcar limites, sustentar uma estrutura, etc. Que pode ser Pré-Moldadas ou Moldadas In-loco.

Algumas funções:

  • Transmissão de carga a camadas profundas;
  • Contenção de empuxos laterais (estacas pranchas);
  • Compactação de terrenos.
  • As estacas recebem esforços axiais de compressão. Esses esforços são resistidos pela reação exercida pelo terreno sobre sua ponta e pelo atrito entre as paredes laterais da estaca e o terreno.

Após a cravação das estacas pré-moldadas de concreto ou a concretagem das estacas moldadas “in-loco” as mesmas devem ser preparadas previamente para sua perfeita ligação com os elementos estruturais (blocos de coroamento, vigas etc.).

Nas estacas moldadas “in-loco” o concreto da cabeça das estacas geralmente é de qualidade inferior, pois ao final da concretagem há subida de excesso de argamassa, ausência de pedra britada e possibilidade de barro em volta da estaca.

Portanto a estaca deve ser concretada no mínimo 20 cm acima da cota de arrasamento. A limpeza e remoção do concreto de má qualidade até a cota de arrasamento devem ser feito com o auxílio de um ponteiro e marreta e o sentido deve ser preferencialmente de baixo para cima.

Nas estacas pré-moldadas, o excesso de concreto acima da cota de arrasamento, é devido às estacas encontrarem a “nega” (solo impenetrável) em cotas distintas.

A cota de arrasamento das estacas deve ficar no mínimo 10 cm acima do fundo da vala, permitindo a execução do lastro e a sobra de no mínimo 5 cm de estaca acima do lastro

Escolha do Tipo de Estaca

Segundo SIMONS e MENZIES, são considerados os seguintes aspectos relativos ao projeto de estacas:

  • Tipos de estacas;
  • Estacas em solos coesivos;
  • Estacas em solos granulares;
  • Efeito de grupo de estacas;
  • Atrito lateral negativo;
  • Cargas laterais em estacas;
  • Ensaios de estacas.
  • Três critérios de projetos que devem ser sempre observados:

a) O material da estaca não deve ser solicitado em acesso;
b) Deve haver um coeficiente de segurança adequado à ruptura por cisalhamento;
c) Os recalques devem ser mantidos dentro de limites toleráveis.
Deve-se observar que as estacas podem ser necessárias por diversos motivos, como:

Transferir as cargas a uma camada mais resistente e/ou menos compressível;
Resistir a forças horizontais de encontros de pontes ou muros de arrimo;
Aumentar a estabilidade de edifícios altos;
Resistir a forças de sub-pressão;
Evitar danos devidos à erosão superficial;
Compactar areias fofas.
Em qualquer situação, o tipo de estaca escolhido e o método de projeto utilizado serão influenciados pelos fatores que determinam a decisão de usar estacas, em primeiro lugar.

Há numerosos tipos de estacas, protegidos por patentes ou não, nos grupos anteriores.

Considerando os fatores técnicos abaixo relacionados, a escolha se reduz a dois ou três tipos e a escolha final é feita em geral com base no custo total, embora a reputação de um empreiteiro pode ser um fator decisivo na escolha.

 

Fonte: engcarlos

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

BASE SETEMBRO/2020 - VALORES DE REFERÊNCIA PARA LOCAÇÃO DE EQUIPAMENTOShttps://sindileq.org.br/wp-content/uploads/2020/09/SUGESTAO-DE-PRECOS-BASE-SET2020.pdf