Indústria de equipamentos reage às adversidades

A indústria de bens de capital – faturou R$ 5,5 milhões no mês de maio, alta de 4,1% sobre abril, segundo informações da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (ABIMAQ). Embora tenha subido em relação ao mês anterior, esse faturamento representou queda de 28,8% ao ser comparado ao mês de maio de 2015. As exportações de máquinas e equipamentos subiram 2% em relação a abril, somando US$ 695,92 milhões, principalmente para o mercado latino-americano, norte-americano, europeu e chinês.

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (ANFAVEA) também apresentou resultados específicos sobre as vendas de tratores de esteiras em junho. Foram vendidas 40 unidades, quase 30% de aumento sobre os 29 tratores de esteiras comercializados em maio – melhor desempenho desde janeiro deste ano. A exportação de retroescavadeiras fechou o semestre com 175 unidades – melhor resultado sobre os meses anteriores. No total foram 726 retroescavadeiras exportadas de janeiro a junho.

De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Previdência Social, a construção civil também apresentou dados positivos no mês de maio em algumas regiões brasileiras. Foram gerados 1.781 empregos no estado de Goiás e 1.078 no Paraná. Além disso, os canteiros de obras de novos empreendimentos no Mato Grosso do Sul movimentaram contratações para o setor da construção civil em paralelo a setores da agropecuária, sucroenergético e florestal.

Fonte: Portal dos Equipamentos.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

BASE SETEMBRO/2020 - VALORES DE REFERÊNCIA PARA LOCAÇÃO DE EQUIPAMENTOShttps://sindileq.org.br/wp-content/uploads/2020/09/SUGESTAO-DE-PRECOS-BASE-SET2020.pdf