Estudo do mercado de Locação no Brasil

O PortaldoLocador.com direciona a atenção dos leitores para o segmento de Rental, pois o momento de retração da economia e os efeitos colaterais que a situação ocasionou para o setor, precisa ser abordado com dados estatísticos para que as decisões dos locadores sejam tomadas com precisão e da melhor forma.

Os equipamentos mais alugados em 2015 de segundo o estudo, foram os andaimes e equipamentos de acesso, com 30,2%, logo em seguida ficaram as máquinas pesadas e de movimentação de carga, com 29,7% e em terceiro lugar no ranking dos mais alugados, 28,3%, ficaram os geradores e compressores.

A maior parte das empresas envolvidas com o Rental estão ligadas ao nicho da construção civil a pesquisa demonstra em porcentagem 75% em geral. O setor é um componente fundamental do Produto Interno Bruto (PIB) do país e as atividades de locação estão diretamente ligadas ao setor. Outra característica interessante que vale a pena observar, é que as empresas com mais de 15 anos ficaram com a maior fatia do gráfico de tempo de atuação no mercado, ficando atrás somente das empresas que estão consolidadas de 10 há 15 anos que em somam 25%. 37% das empresas possuem cerca de 5 funcionários, 25% até 15, e apenas 8% possui mais de 100 funcionários.

Os equipamentos utilizados pela maioria das empresas de Locação tem mais de 6 anos, a pesquisa afirma que 41% da frota tem esse tempo de vida. As empresas estão cautelosas com relação a investimentos, 56% afirmaram que não iam investir entre 2015 e 2016, e os 16% que decidiram investir afirmaram que o valor não ultrapassaria de 100 mil reais.

Sobre a contratação no setor, as empresas de Rental pretendem manter o quadro de funcionários, mas 16% diz que será preciso demitir para estabilizar a economia da empresa.

Com o BOOM no aumento das demandas em 2005, várias empresas surgiram e as existentes investiram em aumento de estoque. A consequência destes fatos é que hoje, com o mercado estagnado, temos:

• Oferta maior que a demanda, ocasionando redução de preços
• Queda na lucratividade e no faturamento, provocando redução nos investimentos e no quadro de funcionários
• Risco real de fechamento de empresas

Logo o setor precisa se reorganizar e se adaptar ao novo momento da melhor forma possível.

Fonte: Portal do Locador
Por Ramone Soraia

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

BASE SETEMBRO/2020 - VALORES DE REFERÊNCIA PARA LOCAÇÃO DE EQUIPAMENTOShttps://sindileq.org.br/wp-content/uploads/2020/09/SUGESTAO-DE-PRECOS-BASE-SET2020.pdf