Equipamentos para corte de concreto garantem precisão no trabalho

Equipamentos para corte de concreto garantem precisão no trabalho

O corte e a dilatação do concreto são etapas importantes para a obtenção de pisos com alta resistência e durabilidade. Esses processos demandam equipamentos específicos. Para dilatação do chão, é fundamental a utilização de uma cortadora de alto desempenho. No mercado, há vários tipos que fazem esse serviço, umas com mais potência e outras mais simples.

Nessas obras, o ritmo da produtividade depende de equipamentos específicos para cortar concreto de piso ou asfalto. A Claridon trabalha no mercado há 52 anos com cortadoras de concreto. São dois modelos oferecidos pela a empresa com as mesmas medidas: altura de 110 a 90 centímetros de largura e 70 centímetros de comprimento. A diferença é no funcionamento, podendo ser movidos à gasolina ou elétrica. Anderson Brito, do departamento comercial da Claridon, explica um pouco sobre ambos, que são fabricados na Itália:

“No geral as máquinas são parecidas, o que difere é o peso. O motor elétrico é um dos mais atrativos, pois em qualquer ambiente existe uma rede elétrica. Já outros clientes preferem à gasolina, já que é fabricado com motor Honda G-X 340 e conta com assistência técnica da própria montadora”.

Os motores das máquinas elétricas possuem duplo isolamento para garantir a segurança dos operadores. São também equipados com chave magnética para proteção, com baixa voltagem ou super voltagem. O preço sugerido desses equipamentos é 6.900,00 reais para o elétrico e 7.200,00 reais para o modelo à gasolina. O peso também muda: elétrico com 215 quilos enquanto os movidos à gasolina pesam 217 quilos.

O avanço da máquina é feito através do volante de tração localizado na lateral da máquina. A profundidade do corte igualmente se faz pelo abaixamento do sistema portador do disco de corte, que é muito sensível. Para guia-lo, na parte frontal existe a haste com a roda guia. A refrigeração se faz com a abertura da torneira, que está ligada ao reservatório por meio dos dois condutores.

EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA

Todas as empresas da construção civil, independente do porte, necessitam de uma cortadora especial

A empresa NO MÁQUINAS comercializa cortadoras de piso adequadas para diversos tipos de situação. Felipe Rocha, proprietário da marca, garante a superioridade de precisão das máquinas especializadas em cortar piso e asfalto em relação as manuais:

“Todas as empresas da construção civil, independente do porte, necessitam de uma cortadora especial. As manuais levam vantagem se o consumidor utilizá-las em paredes. Mas em pavimentos, as especializadas são mais indicadas pois são mais precisas”. Felipe cita como exemplo a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp): “Se ela rasgar um asfalto para trocar tubulação ou necessitar de alguma manutenção, esse equipamento é primordial para o sucesso da operação. O corte é realizado sem tirar pedacinho por pedacinho. É muito preciso”, completa.

Por essas máquinas serem comercializadas em diversos preços e tamanhos, o empresário faz algumas recomendações importantes: “Para prestadores de serviço, indico uma máquina mais compacta, pois as maiores são muito mais caras para serem transportadas. Elas costumam ser adquiridas por construtoras e incorporadoras, até pelo trabalho que elas fazem”, arremata o empresário.

Outro aspecto de destaque nessas máquinas de alto desempenho é o disco de corte. Há no mercado produtos com capacidades diferentes que chegam a cortar até 1 metro de profundidade. Anderson, da Claridon, explica a função desses implementos: “O objetivo dele é cortar o concreto. Quando o operador vai manusear o cabo de manobra da máquina e o disco fica na parte inferior, o asfalto é cortado linearmente”.

Os equipamentos mais compactos são encontrados por aproximadamente 5.000,00 reais. Um dos modelos é a FS 305 da sueca Husqvarna, que possui 54 quilos e está disponível com duas motorizações. Segundo a companhia, essa é a escolha ideal para trabalhos de menor porte, pois podem ser transportadas em veículo pequeno. Os modelos mais caros chagam a custar até 40 mil reais, dependendo do tamanho e do motor. Quanto melhor a potência e maior o porte, mais caro.

LOCAÇÃO

Para quem não pode gastar ou não quer comprar uma máquina cortadora de concreto, a solução alternativa é a locação. A AG Comérico e Locadora aluga esse equipamento, que pode ser contratado pelo prazo de um a trinta dias. Normalmente a rotatividade é mensal. Nesse período, o valor é de R$ 600,00. Há muitos clientes que buscam o serviço, como garante Jonas Alves, do departamento de Locação da AG:

“O índice de locação está aumentando gradativamente. Hoje em dia, as obras estão se atualizando cada vez mais. Sendo assim, o nosso serviço cresce muito”. Jonas ainda afirma que são diversos públicos que alugam essas máquinas:

“A procura é tanto por pessoas sem experiência na área que vão realizar pequenas obras, quanto por empresas especializadas na construção civil, asfalto e reformas em galpões”.

As cortadoras de concreto utilizadas pela AG Comérico e Locadora são compradas no Brasil, na cidade de Marília, interior de São Paulo. Elas são fabricadas pela empresa Vibromak.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *