Doméstica ou profissional? Escolha a furadeira correta para seu trabalho

Doméstica ou profissional? Escolha a furadeira correta para seu trabalho

escolha-a-furadeira-correta

O uso da furadeira adequada gera economia de tempo, dinheiro e reduz o esforço físico (foto: divulgação/Bosch)

As furadeiras elétricas manuais são utilizadas para fazer furos em superfícies de madeira, metal ou alvenaria. Sua utilização possibilita economia de tempo e dinheiro, além de redução de esforço físico. Contudo, antes de comprá-las, é importante entender como se diferenciam na aplicação: existem furadeiras para uso doméstico ou serviços esporádicos, e outras profissionais e industriais. A escolha certa vai determinar o dimensionamento correto para uso nas diferentes atividades.

As furadeiras domésticas, por exemplo, são consideradas ferramentas de hobby, usadas em pequenos serviços residenciais de fim de semana. Elas possuem várias limitações, especialmente relacionadas à potência e capacidade, embora disponham de acessórios diversificados e atraentes adaptados para trabalhos eventuais. “A broca das furadeiras domésticas possui até 3/8 de polegadas, ou seja, menos de 1 centímetro”, explica Expedito Eloel Arena, sócio da franquia de locadoras Casa do Construtor.

Já as furadeiras industriais possuem os componentes internos robustos, rolamentos e acessórios para suportar o trabalho em obras, indústrias, linhas de produção, marcenarias e nas mais variadas aplicações. Possuem brocas a partir de 0,5 polegadas, de acordo com a capacidade. “O modelo mais comum é o de furadeira de impacto simples, para furar alvenaria e azulejo. Para concreto e ferro, é utilizado o modelo furadeira martelete, dotado de componentes industriais mais potentes”, informa Arena.

TIPOS

Para escolher o modelo mais adequado às suas necessidades, é preciso considerar o tipo de material a ser furado e a quantidade de furos a serem feitos. A produtividade no uso de furadeiras é ditada pela rapidez, economia e segurança no trabalho. A locação é indicada quando o serviço for esporádico, e a compra é uma opção para quem trabalha com o equipamento e vai ficar com ele por muitos anos.

As brocas são especificadas conforme o tipo de material a ser furado, mas geralmente é utilizada broca de vídea para alvenaria, broca chata para madeira e broca de aço rápido para metais e alumínio

Expedito Eloel Arena

 

Entre as ferramentas industriais, as furadeiras de bancada são de uso fixo, com várias rotações para furar madeira, alvenaria, aço carbono, inox, alumínio e qualquer outro material. Quanto maior o furo a ser feito, mais baixa é a rotação da máquina, normalmente calibrada nessa condição. “As brocas são especificadas conforme o tipo de material a ser furado, mas geralmente é utilizada broca de vídeapara alvenaria, broca chata para madeira e broca de aço rápido para metais e alumínio”, distingue Arena. Ele salienta que essas especificações precisam ser respeitadas e uma broca apropriada para furar metal não deve ser usada em madeira.

Existe a furadeira com base magnética, também de uso profissional, geralmente aplicada em peças grandes, como chassi de caminhão. Esse modelo é afixado na peça para fazer o furo, executado sempre na perpendicular. O furo começa a ser aberto utilizando-se uma broca fina; em seguida, é lubrificado e ampliado, substituindo-se a broca fina por outra de maior diâmetro, até o furo ficar com a largura desejada. Embora modelo seja pequeno, pode ter capacidade de até 2 cavalos de potência. “Por mais que esses equipamentos pareçam simples, requerem conhecimento para manuseio”, alerta.

As furadeiras marteletes são utilizadas quando há grande quantidade de furos a serem feitos. Elas possuem dois tipos de brocas de encaixe, para uso em trabalhos severos na construção civil: broca SDS, de 6 a 16 milímetros, e broca SDS Plus, de 16 milímetros a 2 polegadas.

MODELOS À BATERIA

Uma forte tendência aponta para o uso de furadeiras à bateria, embora as ferramentas elétricas ainda predominem no mercado. Por não possuírem cabeamento elétrico, elas são recarregáveis e proporcionam um uso mais seguro. “Antes, os modelos à bateria não eram recomendados porque tinham baixa vida útil. Quando a bateria permanecia muito tempo sem uso, não voltava a funcionar ou às vezes saía de linha. Hoje, com a evolução das baterias de telefonia celular, esse tipo passou a ser uma boa opção”, avalia Arena.

FURADEIRA PARAFUSADEIRA

O uso de furadeira parafusadeira não é recomendado pelo sócio da Casa do Construtor. “As parafusadeiras têm um torque de giro apropriado para apertar o parafuso, parando de girar quando ele atinge a profundidade e o encaixe exatos. Já a furadeira tem outra concepção, ela continua girando mesmo quando o parafuso está totalmente apertado, podendo causar acidentes”, informa Arena. Segundo ele, é arriscado o parafuso travar no encaixe, a máquina continuar o giro e virar o braço de quem manuseia.

Também existem furadeiras e parafusadeiras pneumáticas, ou seja, movidas a ar comprimido e geralmente utilizadas em bancadas de trabalho nas indústrias. A vantagem é que enquanto uma elétrica tem cerca de 200 componentes, uma pneumática tem 10% disso, além de ser mais robusta. Contudo, para funcionar, depende de uma unidade geradora de ar comprimido (compressor de ar) distribuindo com determinada pressão e vazão.

CUIDADOS E CONSERVAÇÃO

Para manter as ferramentas eficientes, são necessários alguns cuidados de uso e conservação, como preservá-las limpas e evitar qualquer tipo de contato com água, principalmente nas elétricas. Arena recomenda que não sejam utilizados fios finos como extensão, nem que essas extensões fiquem enroladas. Em dias chuvosos, é preciso cuidado para os componentes elétricos do equipamento não ficarem expostos.

Nem óleo deve ser usado para lubrificar as furadeiras, senão toda poeira do ambiente poderá grudar nas pás da ventoinha ou na bobina de funcionamento do motor

Expedito Eloel Arena

Esses equipamentos não dependem de manutenção rotineira, e não é recomendável que o usuário abra e tente mexer nos componentes internos. Na ocorrência de qualquer problema, a orientação é acionar a assistência técnica. “Nem óleo deve ser usado para lubrificá-las, senão toda poeira do ambiente poderá grudar nas pás da ventoinha ou na bobina de funcionamento do motor”, orienta Arena.

É necessário usar a ferramenta específica para cada material. Existem vários tipos de broca para furadeiras, e o usuário deve informar nas lojas ou locadoras o tipo de trabalho em que fará a aplicação. Os modelos de bancada devem ser instalados em local nivelado e, para o trabalho, é recomendado o uso de equipamentos de proteção individual (EPIs) como capacete, botas, protetor auricular, luvas e óculos.

NORMAS DE SEGURANÇA PARA TRABALHO COM FURADEIRA

• NR6 – Equipamentos de Proteção Individual (EPI)
• NR10 – Segurança em instalações e serviços de eletricidade
• NR12 – Segurança no trabalho em máquinas e equipamentos
• NR18 – Condições e meio ambiente de trabalho na indústria da construção

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comunicado: Estamos de mudança! Neste período os contatos podem ser feitos através dos telefones (31) 99514-7982 / (31)98409-7307 ou pelo whatsapp (31) 98845-1701. Na segunda-feira retomaremos as atividades no novo endereço: Rua Almirante Alexandrino, 125 - Gutierrez