Da construção para a lavoura

Da construção para a lavoura

Único setor com Produto Interno Bruto (PIB) positivo em 2015, o agronegócio sinaliza bom desempenho também para 2016. De acordo com a Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja/ MT), haverá um possível aumento em decorrência do crescimento dessescommodities na safra 2015/ 2016. Para isso, fazendas de grãos e segmentos da pecuária precisam utilizar tecnologias adaptadas às rotinas de trabalho, com infraestrutura que dê sustentação de desenvolvimento e escoamento da produção.

Na abertura da 23ª Agrishow, realizada de 25 a 29 de abril em Ribeirão Preto, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, comentou sobre as perspectivas do setor agrícola no estado. “Estamos passando por uma grave recessão e o agronegócio está conseguindo segurar o emprego”, afirma. Para o ministro da Defesa, Aldo Rebelo, agricultura e pecuária contribuem para gerar um setor mais dinâmico de empregos. “Nesses dias difíceis, são esses setores quem respondem e carregam nas costas o Brasil e fazem com que o agronegócio seja o único segmento, além do aeroviário com superávit”, diz.

Isso significa que enquanto as vendas da linha amarela para o setor da construção estão baixas, o agronegócio é cada vez mais atraente. Nesse aspecto, entram máquinas como retroescavadeiras, pás carregadeiras, escavadeiras, equipamentos compactos e manipuladores telescópicos para cumprirem um papel crucial em uma série de atividades, que vão desde o deslocamento de materiais até a manutenção das estradas de acesso à lavoura e escoamento da produção.

LINHA AGRÍCOLA E FLORESTAL

A XCMG lançou na Agrishow a linha agrícola e florestal, composta por equipamentos modernos e de alta qualidade. De acordo com a fabricante, a estrutura e funcionalidades dessas máquinas proporcionam eficiência, segurança e produtividade durante a operação, adaptando-se facilmente a terrenos irregulares. A linha tem design à prova de detritos advindos da operação florestal, o que aumenta sua vida útil e confiabilidade. Na colheita florestal, áreas de processamento, agricultura, logística ou outras indústrias, esses produtos florestais cumprem requisitos de confiabilidade, eficiência e versatilidade.

POTÊNCIA ALIADA À SIMPLICIDADE

A SDLG e seu distribuidor Tracbraz mostraram os produtos focados no agronegócio. De acordo com o fabricante, são equipamentos versáteis, potentes e de simples manutenção e estão sendo cada vez mais utilizados em tarefas direcionadas para a agricultura e outras atividades correlatas. As empresas apresentaram no estande as carregadeiras LG918, LG933 e LG936, que também operam com garfo e são úteis em diferentes tarefas na propriedade rural, e a escavadeira LG6150. A carregadeira LG918 é equipada com uma caçamba de 1,0 metro cúbico e capacidade de carga de 1,8 toneladas. De porte um pouco maior, a carregadeira LG933 é utilizada para carregar big bags, as sacarias de alta resistência empregadas para levar fertilizantes e outros produtos do campo.

CONDIÇÕES ESPECIAIS

A Scania promoveu na feira condições especiais da sua linha 2016 e de alguns serviços (programas de manutenção, lubrificantes, reforma de motores e reparos de unidades injetoras). A fabricante expôs quatro caminhões da gama 2016, além de soluções de serviços para a cadeia da cana e grãos, como o off-road G 440 6×4, os rodoviários Streamline Highline R 480 6×4 e Streamline Highline R 620 e o semipesado P 310 8×2. No estande também foi apresentado um motor industrial DC13 74A, para diversos tipos de aplicações severas, especialmente nos setores agrícola (colhedoras, bombas de irrigação e tratores), industrial e de construção, em equipamentos originais ou repotenciamento.

NOVA RETROESCAVADEIRA

A JCB exibiu na Agrishow a recém-lançada retroescavadeira JCB 3CX, máquina desenvolvida como parte de um projeto global, em que o Brasil foi escolhido como um dos mercados prioritários, e que tem como foco o crescimento da atuação da empresa no país. Além da 3CX, os visitantes puderam conhecer o portfólio de máquinas da marca, composto por uma gama de produtos que prestam suporte à cadeia produtiva agrícola, gerando eficiência e baixo custo operacional aos produtores rurais.

LINHA AMARELA NA LAVOURA

A Case Construction Equipment mostrou as máquinas mais utilizadas no agronegócio, como o trator de esteiras 1150L, a retroescavadeira 580N, a motoniveladora 865B, a escavadeira hidráulica CX220C e a pá carregadeira 721E versão canavieira. De acordo com a Case, o trator de esteiras faz limpeza de terrenos e a preparação do solo para o plantio, com a vantagem das esteiras terem maior aderência ao solo em terrenos mais instáveis, como regiões úmidas, que podem levar o equipamento a derrapar. Já a retroescavadeira 580 modelo CK foi o primeiro modelo a chegar ao Brasil, importada por agricultores do Rio Grande do Sul para trabalhar na cultura de arroz irrigado. É utilizada no agronegócio, para carregamentos em geral, preparo de solo, curva-de-nível, entre outras aplicações.

TECNOLOGIAS FLEETFORCE E FLEETGRADE

A New Holland Construction apresentou na Agrishow 2016 as pás-carregadeiras 12D e W130, retroescavadeira B90B, tratores, telehandlers, entre outras máquinas. Mas as tecnologias como oFleetForce, sistema de telemetria, e o FleetGrade, que garantem total controle e produtividade nos trabalhos, chamaram a atenção. Esses instrumentos visam acompanhar em tempo real a eficiência dos equipamentos, identificar melhorias de operação e reduzir os custos devido à maior precisão dos trabalhos. Essas retroescavadeiras, por exemplo, podem ser usadas em diversas aplicações ligadas ao agronegócio, como nas culturas de soja, milho, arroz, trigo, cana-de-açúcar, e na pecuária.

ENTENDA A APLICAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS DE CONSTRUÇÃO NA LAVOURA:

Escavadeiras hidráulicas: utilizadas nas usinas canivieiras para a formação de curvas de nível, preparo de solo e limpeza de rios e mananciais;

Pás-carregadeiras: aplicadas principalmente no transporte de bagacinho – pó extraído da moedura da cana destinado à geração de energia;

Retroescavadeiras: têm elevada importância para trabalhar na manutenção de estradas e no dia a dia das fazendas;

Manipuladores telescópicos: aplicados em várias situações: no campo para carregamento de big bags de adubo, gesso, calcário e fardos de palhas geradoras de energia (biomassa), sementes a granel ou em pallets, dentro de usinas de cana de açucar e alcool para carregamento e armazenagem de big bags de açúcar e fertilizantes. Na pecuária de corte ou leiteita, atuam no carregamento de silagem (alimento do gado), ração, fardos de feno, etc;

Minicarregadeiras: ideais para trabalho em fazendas e granjas, tanto para limpeza ou manipular materiais (ração, fardos, sementes, etc) em pequenos locais onde máquinas maiores não conseguem entrar.

Fonte: Portal dos Equipamentos.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

BASE SETEMBRO/2020 - VALORES DE REFERÊNCIA PARA LOCAÇÃO DE EQUIPAMENTOShttps://sindileq.org.br/wp-content/uploads/2020/09/SUGESTAO-DE-PRECOS-BASE-SET2020.pdf