Medição de obras na construção civil: o que é e por que fazer?

O que é a medição de obras?

De maneira geral, o objetivo da medição de obras é verificar a compatibilidade entre o que foi executado e o que está previsto no projeto e nos quantitativos do orçamento. Além de ser uma ferramenta fundamental de controle, a quantificação permite mensurar os recursos aplicados ao longo do cronograma (como materiais, equipamentos e mão de obra), facilitando pagamentos e desembolsos mensais para a construção do empreendimento.

Para facilitar o acompanhamento, as medições devem ser divididas de acordo com as partes da obra. Assim, a determinação dos serviços realizados e materiais utilizados é mais intuitiva, padronizada e pode ser comparada adequadamente com o que foi previsto no orçamento. Vale lembrar que os critérios a serem adotados para a realização das medições devem ser definidos previamente no caderno de encargos. Para a realização regular da medição, os profissionais também costumam seguir os seguintes passos e atividades:

– Requerimento da documentação necessária para o desenvolvimento do serviço;

– Vistoria mensal das obras e realização de registro fotográfico;

– Medição física dos serviços executados;

– Elaboração de relatório mensal, de acordo com as exigências do cliente ou escopo do projeto.

Critérios de medição

Os critérios de medição de obras e serviços são variados, podendo ser estipulados pelas normas oficiais ou pela própria construtora/empreiteira responsável pelo projeto de acordo com base nas observações em campo de projetos anteriores. O importante é que o profissional esteja atento aos critério adotados como referência, para a realização correta da medição em campo.

Um dos critérios mais usados é o TCPO (Tabelas de Composições de Preços para Orçamentos), elaborado pela Editora Pini. Confira alguns critérios a seguir:

Estruturas de concreto

Medidas pela planta de fôrmas ou, em alguns casos, no próprio local da execução. Para simplificar os cálculos, pode-se medir entre eixos – ou seja, de meio de viga a meio de viga – mas se for necessário um cálculo mais preciso deve-se medir de face a face. Os carpinteiros costumam ser pagos por empreitada ou por área de fôrma, os armadores por kg de ferro aplicado e os profissionais que lançam o concreto são remunerados por m³ lançado.

Revestimento de pisos e azulejos

O profissional deve medir a área onde o material foi efetivamente aplicado, descontando os vãos (como portas e janelas).

Alvenaria

O profissional deve calcular a área total, e descontar apenas a área que exceder a 2m² em cada vão. Por exemplo: em uma janela de 5m², desconta-se 3m². O motivo para essa adequação é o que o trabalho que o pedreiro tem para requadrar e arestar um vão de 2m² seria o mesmo para preencher o vão com alvenaria.

Fonte: constructa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *