Conheça os 7 tipos de concreto do mercado

Hoje em dia é simplesmente inimaginável pensar em uma obra ou reforma e não associá-las com a necessidade do uso de concreto. Essa dependência é explicada pelo fato desse material agregar várias vantagens ao processo de construção. Analisando os materiais essenciais para uma construção, o concreto tem o seu destaque, pois com a evolução do ramo da construção civil, vários tipos de concreto surgiram no mercado.

Há variações quanto aos tipos de concreto, que são ordenadas de acordo com a necessidade do projeto. A seguir, conheça os 7 principais.

 

  1. Concreto convencional

Certamente, é o tipo mais usado no ramo da construção civil. Como o próprio nome antecipa, seu processo de fabricação é o convencional, ou seja, requer apenas a mistura padrão: areia, brita, água e cimento (sem presença de aditivos). O concreto convencional pode ser aplicado tanto em fundações quanto lançado em fôrmas (pisos e lajes).

 

  1. Concreto pré-fabricado

Por sua vez, esse tipo de concreto tem seu processo de fabricação caracterizado por ser industrial, isto é, ele já chega na obra pronto para ser utilizado na construção. Dessa maneira, sua aplicação é agilizada, na medida em que basta ir encaixando as peças na laje.

 

Esse modelo tem como vantagem simplificar o planejamento/andamento da construção, uma vez que ele chega no canteiro de obras em perfeitas condições de uso. Outra vantagem é na hora de calcular sua quantidade, porque as formas podem ser compradas de acordo com o ritmo preciso da necessidade de uso.

 

  1. Concreto armado

O material concreto possui boa resistência à compressão — o que é essencial para qualquer obra. Contudo, há ocasiões em que ter resistência à tração também é necessário. Entretanto, essa não é uma propriedade natural do concreto, sendo preciso adicionar barras de ferro em seu interior para alcançá-la.

 

Dessa forma, com intuito de garantir outra propriedade mecânica, temos o concreto armado, o qual, além da mistura padrão, apresenta ferragens em sua composição.

 

  1. Concreto bombeável

Também muito utilizado nas obras, o concreto bombeável assemelha-se ao convencional, mas apresenta características que tornam seu escoamento mais fácil, alcançando assim distâncias consideráveis quando bombeado.

 

Cabe destacar que essa maior fluidez adquirida pelo concreto bombeado está relacionada com o aumento da quantidade de água (pode ser também pela adição de aditivos químicos) em sua mistura, o que diminui a granulometria do agregado graúdo.

 

  1. Concreto pesado

O nome “pesado” se refere à alta densidade dessa variação de concreto, viabilizada por meio do uso de agregados especiais (por exemplo, barita, magnetita e hematita). A utilização desses agregados é justificada para aumentar a resistência mecânica do concreto, bem como para propiciar boa durabilidade.

 

Outra característica importante do concreto pesado é a proteção contra radiação, o que possibilita sua aplicação em salas de raio X, usinas nucleares e outras construções que envolvam o trabalho com partículas radioativas.

 

  1. Concreto leve

Ao contrário do pesado, o concreto leve é identificado pela baixa densidade, o que é ocasionado pela alteração da proporção entre agregados graúdos e leves. Por ser menos denso, naturalmente seu peso também será menor em um mesmo volume de comparação — o que pode ser uma vantagem, pois não sobrecarrega a construção.

 

  1. Concreto protendido

O concreto protendido é aquele caracterizado por ter cabos de aço de alta resistência em seu interior. Essa técnica, chamada de ancoramento, é ideal em ocasiões nas quais é necessário ter boa resistência a grandes esforços de flexão. Uma vantagem desse tipo de concreto é seu custo-benefício, visto que, quando fabricado corretamente, o concreto protendido requer baixíssima manutenção no decorrer de sua vida útil.

 

Para conhecer mais sobre o trabalho do Sindileq-MG, acesse o site: http://sindileq.org.br/ ou entre em contato conosco pelo telefone: (31) 3375-8485

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *